>TJ decidirá sobre bloqueio do ICMS

>

Está nas mãos do presidente do Tribunal de Justiça de Goiás, desembargador Paulo Teles, a possibilidade de reversão da decisão judicial que bloqueou o repasse de R$ 31 milhões da semana passada da arrecadação do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) aos municípios para pagamento de dívida à Prefeitura de Itumbiara. A Associação Goiana de Municípios (AGM) entrou sexta, dia 10, com ação cautelar contra Itumbiara solicitando a revisão da medida e o processo foi distribuído ao presidente. “Peço calma e sensatez a todos. Cabe ao Judiciário analisar da forma mais equilibrada possível a questão. Compreendo a difícil situação financeira dos municípios e a necessidade de preservação da autonomia da Justiça”, assinalou Teles durante visita dos prefeitos ao TJ.Na justificativa da ação cautelar, o presidente da AGM, prefeito de Inhumas Abelardo Vaz (PP), ressaltou que o dinheiro bloqueado representa quase metade do total da arrecadação do ICMS a que os municípios goianos têm direito em julho. “Essa medida vai inviabilizar o pagamento do funcionalismo e paralisar serviços básicos como o transporte escolar em diversos municípios”, acentuou.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s